Saúde controlada – bafômetro

by

O Ministério da Justiça (MJ) adquiriu em meados de 2008, dez mil novos aparelhos de três fabricantes de etilômetros, ganhadores de licitação para fornecimento ao policiamento de trânsito federal. Assim que saem de fábrica, esses aparelhos precisam passar por exames que testam a sua precisão. Cabe ao Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP), autarquia vinculada à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, verificar os aparelhos dos fabricantes cuja sedes são no Estado de São Paulo.

Para atender essa demanda, o Ipem-SP abriu um segundo Laboratório de Etilômetro, parte do complexo de laboratórios denominado Centro Tecnológico (Cetec) do instituto. No local são feitos os ensaios dos instrumentos que medem a concentração de álcool por meio da análise de ar expelido no sopro, conhecidos popularmente como “bafômetros”.

Depois da entrada em vigor da chamada “Lei Seca”, em junho de 2008, que estabelece penalidades para os motoristas de acordo com o resultado indicado pelo bafômetro, cresceu muito o número de equipamentos enviados para ensaios e obtenção de documentos legais por fabricantes, importadores e detentores desses instrumentos.

Sistema Pioneiro

Para assegurar que meçam corretamente, é preciso que passem por verificações que satisfaçam as especificações do regulamento fixado pelo Instituto Nacional de Metrologia e Qualidade Industrial (Inmetro): portaria Inmetro nº. 6 de 2002.

A metodologia utilizada pelo Ipem-SP para testar os bafômetros é a simulação de sopro, em diferentes concentrações pré-determinadas de etanol (álcool), para as quais espera-se que os equipamentos apresentem resultados específicos, utilizados como padrões de referência. O exame é repetido diversas vezes para cada bafômetro. O teste do Ipem-SP atinge 100% de eficácia no quesito precisão.

O  Ipem também implantou um novo sistema de teste desenvolvido pela equipe do Cetec, já aprovado pelo Inmetro que dá respostas muito mais rápidas para os resultados finais dos ensaios.

O protótipo elimina todo aparato elétrico, diminuindo o custo de fabricação. O sistema é composto por um mecanismo de injeção de ar, do tipo “pistola”, responsável por simular o sopro de um indivíduo, acoplado a um medidor de vazão e manômetro ligado, por um tubo de teflon, a um cilindro contendo a mistura gasosa de etanol e nitrogênio.Cada instrumento deve ser verificado individualmente.

 O Cetec emite um laudo metrológico com a conclusão baseada no ensaio realizado. O equipamento aprovado é identificado mediante uma etiqueta de verificação (selo do Inmetro), afixada em lugar visível ao usuário e recebe um certificado de verificação com prazo de validade. Essa é a garantia que atende às condições exigidas pelo inmetro.

A verificação tem validade de um ano. Findo esse prazo, o instrumento precisa ser submetido à nova verificação metrológica, a qual deve ser repetida anualmente ou sempre ou que tiver sofrido algum reparo.

Além dos bafômetros, o Cetec está equipado para realizar ensaios em diversos instrumentos de medição, como termômetros, balanças, trenas, hidrômetros e aparelhos que medem pressão arterial, e também em materiais e produtos industrializados. São oito laboratórios para calibrações e ensaios nas grandezas de massa, pressão, volume, vazão, elétrica, química, dimensional e temperatura. Dependendo do equipamento, o serviço poderá ser executado nas instalações da indústria, comércio ou do importador. Orçamento pode ser solicitado pelo e-mail: cetec-ipem@ipem.sp.gov.br.

Anúncios

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: