A praça Vendôme: o palco da Revolução Métrica

by
 

   

Muitas pessoas sabem que a praça da Bastilha foi o palco a Revolução Francesa. Mas não é muito conhecida a relação existente entre a praça Vendôme – o imponente largo onde estão instalados os mais luxuosos joalheiros do mundo – e a luta popular. De fato, é nessa praça, onde existem algumas das mais ricas habitações de Paris, que estão os vestígios de uma revolução mais calma,  no entanto tão importante quanto a de 1789 : a Revolução do Sistema Métrico.  

No n° 13 da praça Vendôme, à esquerda da porta do Ministério da Justiça, existe uma placa de mármore debaixo de uma janela. Sob a inscrição  “Metro”. Segundo  M. Louis Marquet, presidente da Sociedade Métrica Francesa, existe  uma linha gravada entre dois pontos fixos, dividida em decímetros e cujo decímetro situado na extremidade direita está também dividido em centímetros. Esta placaé uma das raras sobreviventes das 16 originalmente instaladas  nos locais mais frequentados de Paris há 200 anos atrás  pela Agência de Pesos e Medidas, organismo temporário criado pela Convenção Nacional estabelecida em 1792.  

Esses  pequenos monumentos nos quais o metro seria fixado ou simplesmente gravado deviam ser  bastante evidentes para chamarem a atenção e bastante sólidos para resistirem aos elementos e a possíveis atos de vandalismo. Assim, as pessoas podiam habituar-se às novas unidades de medida e verificar se os seus utensílios de medição estavam de acordo com os da Assembléia Nacional. A partir de 1790, aquele organismo decidira acabar com a desordem e a confusão que reinvam na França no domínio dos pesos e medidas. 

Pierre Mechain

A revolução métrica já estava a caminho, pelo menos no papel. O conselho da Academia de Ciências tinha decidido que o metro seria definido como a décima milionésima parte do quarto do meridiano terrestre entre o Pólo Norte e o equador. Em julho de 1792, os astrônomos Pierre Mechain e Jean-Baptiste Delambre foram encarregados de efetuar o cálculo mais preciso possível do comprimento dessa unidade, recém definida, através do arco do meridiano existente entre Dunquerque e Barcelona.  

Jean-Baptiste J Delambre

Mas trabalho deles se prolongou durante muito tempo. A agência, com pressa de definir um conjunto uniforme de pesos e medidas de modo a facilitar a livre circulação de alimentos, lançou o novo sistema métrico no dia 1 de agosto de 1793, estabelecendo um metro provisório. Este se baseava na medida do meridiano calculada há 50 anos, e foi nessa base que, entre fevereiro de 1796 e dezembro de 1797, se fizeram e instalaram as tais 16 placas de mármore.  

  

Por fim, em 22 de junho de 1799, Mechain e Delambre conseguiram introduzir o metro definitivo nos arquivos do Estado. Foram necessários 10 anos para criar um sistema uniforme de medidas, mas seriam preciso mais 40 anos para que o povo se habituasse a ele.  Muita gente teve que aprender grego para ir às compras. A utilização do sistema métrico só se tornou obrigatória depois de 1 de janeiro de 1840.    

No final do século XIX, os cientistas começaram a definir medidas com extrema precisão utilizando o raio de luz vermelha de uma lâmpada de cádmio. Em 1960, o progresso alcançado na espectroscopia e na física atômica permitiu o uso de um raio laranja emitido por um átomo de criptônio 86, para estabelecer o novo metro – padrão. A pureza espectral desse feixe luminoso tem uma precisão da ordem do décimo milionésimo milímetro.  

Foi graças a esse método que o metro passou a ser igual a 1 650 763,73 comprimentos de onda da radiação. Por volta dessa época foi que nasceu o laser, fonte  de luz monocromática. Porém, durante a 17ª Conferência Geral de Pesos e Medidas, realizada no mês de outubro de 1983 em Paris, acabaram se decidindo finalmente por definir o metro utilizando uma constante fundamental da física: a velocidade da luz.  

E assim foi determinado em definitivo ( uma vez que a velocidade da luz não se altera ) que o metro é igual à distância percorrida pela luz em 299 792 458 avos de segundo.  

  

Mas e aquela placa de mármore na praça Vendôme? De acordo com o  que foi dito na cerimônia sobre Padrões Métricos efetuada no local a 27 de setembro de 1989, apresenta um erro de apenas meio milímetro, medindo 1,0021 do metro. Considerando a data de sua criação, até que o erro não é tão grande.

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: