Dragões, cadeiras e o Protótipo Internacional do Quilograma

by

Dragões, todo mundo sabe, são criaturas lendárias. Isso significa que, provavelmente, ninguém jamais viu um ao vivo. No entanto, quando perguntadas, as pessoas acabam descrevendo o bicho bastante bem. Como explicar que quase todo mundo saiba o que é um dragão?

Acontece que quando lidamos com palavras que significam um objeto qualquer, retemos o conceito daquele objeto e não, necessariamente, uma imagem em particular dele. Experimente pensar na palavra “cadeira”. É claro que você sabe perfeitamente o que é uma cadeira e qual uso se dá a ela. Mas como é que nós faríamos para defini-la conceitualmente? Por incrível que pareça, é mais fácil definir um ser imaginário como o dragão, do que definir um objeto tão corriqueiro quanto uma cadeira. Se eu disser “animal mítico com corpo de réptil, asas de morcego e que põe fogo pela boca”, todo mundo sabe que me refiro a um dragão. Mas experimente fazer o mesmo com “cadeira”. Se eu disser “objeto com assento e encosto, usado para sentar”, posso estar me referindo a um banco, um sofá, uma poltrona… Contudo, mesmo para quem jamais viu uma cadeira na vida, e apesar do conceito impreciso, é possível construir algo semelhante a uma cadeira partindo desse conceito.

Conceituar corretamente as coisas pode não fazer muita diferença no dia a dia, mas para a ciência é fundamental expressar as idéias com rigor. Em metrologia não é diferente. As definições das grandezas físicas e das unidades legais que as representam exigem extrema precisão, e são enunciadas em temos de conceitos de tal maneira que qualquer cientista possa compreendê-los e reproduzi-los.

Por isso os famosos padrões metrológicos, que antigamente eram “medidas materializadas”, foram sendo substituídos por conceitos de física. Hoje, a única exceção é o padrão internacional do quilograma, que ainda é representado por um cilindro de platina. Assim, se eu quiser explicar o que é o metro, basta dizer que o “Metro é o comprimento do trajeto percorrido pela luz no vácuo, durante um intervalo de tempo de 1/299 792 458 de segundo”. Qualquer laboratório bem aparelhado pode reproduzir, pode materializar o metro sem ter que recorrer a um protótipo. Agora, com relação ao quilograma, não tem jeito. Embora muitos cientistas estejam trabalhando nisso, ainda não existe uma definição, um conceito científico para o padrão de massa. Já para o dragão…

Anúncios

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: