Archive for the ‘Produtos Têxteis’ Category

CARNAVAL 2020!

17 de fevereiro de 2020

Todo ano, pouco antes do Carnaval, costumamos chamar a atenção para os produtos típicos desse período de folia. Este ano, além das dicas de sempre, vamos falar um pouco mais sobre essa festa e explicar como se define o dia e o mês em que ela ocorre.

Mas, primeiro, vamos às dicas:

Fantasias são produtos têxteis sujeitos à fiscalização do Ipem-SP. Na hora de comprar a fantasia, veja a “composição têxtil” informada na etiqueta.  Essa informação é importante porque algumas pessoas são alérgicas a determinadas fibras. A etiqueta também exibe informações sobre o fabricante ou importador, o país de origem, os cuidados para a conservação do produto e uma indicação de tamanho.

Brinquedos! No carnaval muita gente usa brinquedo, até as crianças. Ao comprar brinquedos típicos de carnaval procure o selo de certificação (selo de conformidade do Inmetro) e observe a faixa etária indicada na embalagem do produto. As máscaras infantis (menos as descartáveis, de papelão) e os adereços que acompanham as fantasias das crianças (tiaras, martelinhos, espadinhas etc.) são considerados brinquedos e precisam ser certificados. Lembre-se: brinquedo sem o selo do Inmetro põe em risco a saúde da criança.

Preservativos: O preservativo de uso masculino, a conhecida camisinha, deve ter o símbolo do Inmetro na embalagem. Veja também o prazo de validade e não compre se a embalagem estiver danificada. O Ipem-SP fiscaliza e retira de comercialização as camisinhas irregulares.

Bafômetro: As leis brasileiras são bastante rígidas com aqueles que dirigem alcoolizados, e quem quiser correr o risco pode ser pego pelo bafômetro…. E não vai adiantar comer cebola, chupar bala de hortelã, mascar chiclete, tomar vinagre ou qualquer outra “receita caseira”, pois os bafômetros usados pela polícia são verificados pelo Ipem-SP e nunca se enganam. Então, se beber, não dirija!

Táxi:  Resolveu ir para a folia de táxi? Sábia decisão! O Ipem-SP verifica periodicamente os taxímetros para que estes registrem corretamente o valor da corrida.

Como é definido em que dia “cai” a Terça-feira de Carnaval

O Carnaval é uma festa móvel ligada ao calendário litúrgico católico. O nome Carnaval tem origem provável na expressão italiana carne levare (suprimir a carne), ou mesmo do latim tardio carne vale (despedir-se da carne). Acontece que imediatamente após o carnaval inicia-se o período da Quaresma, que é uma preparação para a Páscoa. Durante a Quaresma, que começa na Quarta-feira de Cinzas, os fiéis não podem comer carne. Daí a expressão “Terça-feira Gorda”, último dia antes da Quaresma em que a carne é permitida.

Arlequim, Colombina e Pierrot são personagens da Commedia dell’Arte, estilo teatral nascido na Itália do século dezesseis, e que durante muitos anos inspirou as fantasias e as marchinhas de carnaval.

Segundo a liturgia católica, o Carnaval ocorre 47 dias antes da Páscoa. Por ter a sua origem ligada ao calendário lunossolar judeu (baseado nos movimentos do Sol e da Lua) a Páscoa ocorre no primeiro domingo depois da primeira lua cheia que surgir após o dia do primeiro equinócio do ano (primavera no hemisfério norte e outono no hemisfério sul). Complicado? Nem tanto, veja:

  • Data em que ocorre o primeiro equinócio de 2020: 20 de março.
  • Primeira Lua Cheia depois do equinócio: 7 de abril, terça-feira.
  • Primeiro domingo depois desse dia: 12 de abril, Páscoa.
  • 47 dias antes da Páscoa: 12 dias de abril + 31 dias de março + 4 dias de fevereiro (que este ano tem 29 dias por ser bissexto).
  • Resultado: 25 de fevereiro, Terça-feira de Carnaval.

Sim, é muito mais fácil olhar no calendário. Mas afinal, este é um blog sobre metrologia, e contagem de tempo é medição…

É bom lembrar que o carnaval não é feriado nacional. Aqui em São Paulo, por exemplo, o carnaval é ponto facultativo. Contudo, as repartições públicas, os bancos e a maioria das empresas costumam liberar seus empregados, de modo que para muitos paulistas a folia começa no sábado e só termina na quarta-feira.

No caso de dúvidas, sugestões ou reclamações, fale com a Ouvidoria do Ipem-SP. O telefone é o 0800 013 05 22 e a ligação é gratuita.

Boa diversão!

Boas festas? Boas, sim, mas dão um trabalho…

9 de dezembro de 2019

Não há como evitar. Nesta época de festas de fim de ano o corre-corre aumenta e a gente se desdobra para dar conta de tudo. Sem querer aumentar ainda mais as suas preocupações, lembramos que na hora das compras é preciso ficar atento a muita coisa.

Brinquedos: Atenção à faixa etária recomendada e ao símbolo do Inmetro. Comprar brinquedo sem nota fiscal, sem conhecer a origem do produto e sem o símbolo do Inmetro coloca em risco a saúde e a segurança da criança que o recebe.

Roupas:  Fique de olho na etiqueta têxtil. Ela contém uma série de informações importantes sobre o tipo de composição do tecido (fibras têxteis), tamanho, dados do fabricante e cuidados para conservação e limpeza. A etiqueta têxtil é obrigatória nas peças de vestuário, roupas de cama, mesa e banho, cortinas, colchões, travesseiros, linhas etc. Assim como faz com os brinquedos e muitos outros produtos, o Ipem-SP fiscaliza regularmente os produtos têxteis.

Produtos para a ceia: Panetone, castanhas, nozes, pernil, peru e mais uma grande variedade de produtos são consumidos nesta época. Então, fique atento à pesagem dos produtos e confira se a balança tem o selo de verificação do Inmetro. Produtos pesados na sua presença devem ter a embalagem (bandeja, prato, caixa) descontados. Os produtos que já estão embalados devem trazer a indicação da quantidade na embalagem.

Eletrodomésticos:  Observe a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia – ENCE. Todos os eletrodomésticos trazem a etiqueta do Inmetro que informa sobre o consumo de energia. As lavadoras e fogões devem informar, além disso, o consumo de água e gás, respectivamente. O consumo de energia é indicado por uma escala colorida com letras de A a G, que apresentam os níveis de consumo do aparelho. Uma seta preta com a letra correspondente ao consumo daquele aparelho informa o seu nível de eficiência energética. Um produto classificado com letra A, por exemplo, é mais eficiente (gasta menos) do que um com a letra C.

E também você, que está do outro lado do balcão, fique atento a essas recomendações para não ter problemas com a fiscalização do Ipem-SP. Boas compras, bons negócios e boas festas!

 

12 de junho é Dia dos Namorados

7 de junho de 2019

 

Dia dos namorados é dia de trocar presentes!

Se você resolveu dar roupa, fique de olho na etiqueta têxtil. Ela contém uma série de informações importantes sobre o tipo de composição do tecido, tamanho, dados do fabricante e cuidados para limpeza. A presença da etiqueta têxtil é obrigatória nas peças de vestuário, roupas de cama, mesa e banho, cortinas, colchões, travesseiros, linhas e mais um grande variedade de produtos! Equipes de fiscalização  do Ipem-SP visitam as lojas e retiram de comercialização os produtos que estiverem irregulares ou que não apresentarem a etiqueta têxtil. Aliás, lembre-se de que a lã e a seda são fibras naturais. Não existem lãs e sedas sintéticas.

E se você for dar chocolate observe que as embalagens do produto, como as caixas de bombom, por exemplo, informam o peso líquido do chocolate contido na embalagem.  O Ipem-SP fiscaliza os chocolates para que o seu presente esteja com o peso certo.

 

Lembre-se de que o uso do preservativo (camisinha) pode evitar gravidez indesejada, além  de proteger contra as doenças sexualmente transmissíveis! Antes de comprar, preste atenção na embalagem. Ela deve estar intacta, dentro do prazo de validade e precisa ter o símbolo do Inmetro. O Ipem-SP fiscaliza regularmente os preservativos e retira de comercialização os que estiverem irregulares.

Dia das Mães: Fique de olho nas etiquetas

6 de maio de 2019

Mesmo em tempos de Covid-19, é impossível deixar de homenagear as mães no seu dia, que será no próximo domingo, 10 de maio! Queremos parabenizar todas as mães e dar algumas dicas na hora de comprar presentes para elas: Fique de olho nas etiquetas, mesmo comprando em lojas virtuais.

Resolveu dar roupa de presente? Fique de olho na etiqueta têxtil. Ela contém uma série de informações importantes sobre o tipo de composição do tecido, tamanho, dados do fabricante e cuidados para limpeza. A presença da etiqueta têxtil é obrigatória nas peças de vestuário, roupas de cama, mesa e banho, cortinas, colchões, travesseiros, linhas e mais um grande variedade de produtos! O Ipem-SP fiscaliza regularmente os produtos têxteis. Equipes especiais de fiscalização  visitam fabricantes e comerciantes e retiram de comercialização os produtos que estiverem irregulares ou que não apresentarem a etiqueta têxtil. Aliás, lembre-se de que a lã e a seda são fibras naturais. Não existem lãs e sedas sintéticas.

Resolveu dar um eletrodoméstico? Fique de olho na Etiqueta Nacional de Conservação de Energia – ENCE. Todos os eletrodomésticos devem apresentar a etiqueta do Inmetro que informa sobre o consumo de energia. As lavadoras e fogões devem apresentar, além disso, informações sobre o consumo de água e gás, respectivamente. O consumo de energia é indicado por uma escala colorida com letras de A a G, que apresentam os níveis de consumo do aparelho. Uma sete preta com a letra correspondente ao consumo daquele aparelho informa o seu nível de eficiência energética. Assim é fácil saber, por exemplo, que um produto classificado com letra A é mais eficiente (gasta menos) do que um com a letra C. O Ipem-SP fiscaliza a presença das etiquetas nesses produtos.

Halloween

27 de outubro de 2011

O Halloween tem origens complexas e um tanto nebulosas. Tudo indica que tanto a data quanto o tema tenham origem nas tradições celtas.

A tradição celta, da qual os irlandeses são herdeiros, cultuava a religião dos druídas. Os druídas festejavam o fim do verão em 31 de outubro. Quando os romanos cristianizaram a ilha onde hoje é a Grã Bretanha, incorporaram essa data ao dia de Todos os Santos. A proximidade com o dia 2 de novembro, finados ou dia dos mortos, também a influenciou.

Seja como for, nos dias de hoje é nessa data que os americanos e outros povos anglo-saxônicos se fantasiam e saem pela rua, de casa em casa, pedindo doces com a famosa frase “trick or treat” (truque ou deleite) que numa tradução adaptativa vira “travessura ou guloseima”.

Essa festa, que até pouco tempo era exclusiva dos anglófonos, ganhou popularidade por aqui com mais uma adaptação cultural: No Brasil o Halloween virou o Dia das Bruxas. É interessante notar que o halloween tradicional não tem nenhum vínculo especial com essas personagens lendárias.

De todo modo, o que importa é que a festa pegou, e isso significa que é preciso ficar de olho nas fantasias e nos brinquedos relativos à data para não levar um susto depois. Antes de comprar, é muito importante verificar a etiqueta têxtil nas fantasias e o selo do Inmetro nos brinquedos. E boa diversão!

Ipem para dormir bem

1 de junho de 2010

O Programa de Avaliação da Conformidade para Colchões e Colchonetes de Espuma Flexível de Poliuretano, com foco na saúde, através do mecanismo de certificação compulsória, atende aos requisitos das normas  da ABNT e das exigências contidas no Regulamento Técnico Mercosul sobre Etiquetagem de Produtos Têxteis, visando garantir o bem estar dos usuários dos produtos.

O produto é inspecionado e submetido a uma série de testes de resistência. Se aprovado, ele recebe o Selo de Identificação da Conformidade, sem o qual  não pode ser comercializado no País. Antes de comprar um novo colchão, verifique a presença do Selo de Conformidade.


									

Produtos Têxteis: O que o Ipem-SP fiscaliza

5 de maio de 2010

Produtos têxteis são aqueles compostos por fibras ou filamentos têxteis (que podem ser transformados em fios utilizados para fabricar tecidos). As peças de vestuário, tecidos, linhas, colchões, lençóis, cortinas e roupas em geral são produtos têxteis. A fiscalização realizada pelo Ipem-SP baseia-se no Regulamento Técnico Mercosul sobre a etiquetagem aprovado pelo Conmetro. Esse regulamento estabelece quais informações as etiquetas precisam ter. Todo produto têxtil deve apresentar, obrigatoriamente, cinco categorias de informação ao consumidor.

(more…)

Todo mundo vê a roupa que eu levo mas não a roupa que eu lavo!

23 de fevereiro de 2010

Todo mundo gosta de roupa nova! Daí, quando vamos à loja de roupas acabamos nos empolgando e nos esquecemos de prestar atenção à etiqueta têxtil! A etiqueta têxtil traz, obrigatoriamente, informações de grande interesse para o consumidor. As principais são:

A identificação do fabricante ou responsável pelo produto, e o país de origem. É sempre bom saber a quem reclamar, caso isso seja necessário.

A composição Têxtil. É o nome e o percentual de cada fibra usada na composição do produto. Por exemplo, 70% de algodão e 30% de poliéster. Preste atenção nos produtos de lã e seda, que são fibras naturais. Existem fibras sintéticas que as imitam, porém não têm as mesmas características e são bem mais baratas. Não vá comprar gato por lebre.

A indicação do tamanho. Os tamanhos ainda não são padronizados. Por isso, além de olhar a etiqueta, é bom provar a roupa antes de comprá-la.

O tratamento e os cuidados para conservação. Muito importante! A etiqueta têxtil apresenta os símbolos que informam se existe alguma restrição na hora de lavar, alvejar, secar, passar e limpar profissionalmente. Fizemos um folheto com os principais símbolos para você imprimir e colar na lavanderia da sua casa. A lista completa de símbolos pode ser encontrada no site do Ipem-SP.

CLIQUE AQUI PARA IMPRIMIR O FOLHETO