Archive for the ‘Esportes’ Category

Olimpíada se faz com esporte e metrologia!

2 de agosto de 2016

arosolimpicos

Pela primeira vez na história, os jogos olímpicos e paraolímpicos estão sendo realizados no Brasil (o termo oficial é “paralímpico”, mas vamos evitá-lo por amor à etimologia). Você, provavelmente, já sabe tudo sobre Olimpíadas: Sabe que os jogos começaram na Grécia antiga, foram interrompidos ainda na antiguidade e retomados apenas no século XIX pelo Barão de Coubertin… Por isso não vamos abordar essa longa história aqui. Vamos falar de metrologia…

Nesta olimpíada são 42 modalidades olímpicas e 19 paraolímpicas! É competição que não acaba mais! Pense no número de regras que cada modalidade tem, e na incrível quantidade dessas regras que estabelecem medidas. Pense nas dimensões dos campos, das quadras, dos ringues, dos tatames, das piscinas, das pistas… E também nas especificações das redes, dos obstáculos, das balizas, dos dardos, dos discos, das bolas, das varas, das canoas, das velas… Pense nas regras que envolvem tempo, velocidade, altura, comprimento, peso, temperatura, volume, profundidade, força, pressão e até nos parâmetros biométricos dos atletas… Tudo isso aliado a um arsenal de instrumentos para realizar todas essas medições: Metros, trenas, cronômetros, paquímetros, manômetros, balanças de vários tipos, esfigmomanômetros, dinamômetros, termômetros… Ufa! É muita medição!

Na verdade, parece que não há competição sem medição! O Barão de Coubertin defendia que em uma competição não importava vencer, mas sim competir. Hoje, entretanto, vencer tornou-se fundamental, e o que separa a vitória da derrota, o primeiro do segundo lugar é, na maioria das vezes, a precisão das medições. Então, com todo respeito ao lema do famoso Barão, podemos atualizá-lo afirmando: Numa competição, o importante é medir!

Se você ainda não está por dentro de tudo sobre as Olimpíadas, acesse os sites:

COB – Comitê Olímpico do Brasil

Brasil 2016 – Portal Oficial do Governo Federal

 

Brazuca: Estamos com a bola toda!

15 de janeiro de 2014

bola brazuca

Desta vez, a bola é mesmo nossa! Brazuca é o nome que foi dado à bola oficial do campeonato mundial de futebol de  2014!  O nome foi escolhido por votação pública realizada em setembro de 2012 e envolveu um milhão de brasileiros fãs de futebol. As cores e o design dos seis painéis da bola foram inspirados nas fitas da sorte do Senhor do Bonfim da Bahia.

A primeira vez que se deu nome à bola que seria usada na competição foi em 1970. O nome “Telstar” e o desenho da bola foram inspirados no satélite esférico de mesmo nome, lançado na época para fazer a transmissão dos jogos.

A Brazuca passou por um intenso programa de testes durante mais de dois anos e envolveu mais de 600 dos melhores jogadores do mundo, além de 30 equipes de 10 países como o Milan, o Bayern de Munique, o Palmeiras e o Fluminense. Craques como Messi, Casillas, Schweinsteiger e Zidane foram alguns dos jogadores que testaram a bola.

A tecnologia utilizada na construção da Brazuca é a mesma da Tango 12, bola da última Eurocopa, e da Cafusa, bola criada para a Copa das Confederações. A estrutura, entretanto, é nova, com seis painéis simétricos idênticos, cujo formato lembra uma cruz, e superfície com textura exclusiva para dar maior aderência e melhor aerodinâmica.

É a Fifa (Fédération Internationale de Football Association) quem estabelece as dimensões e os requisitos oficiais do campo, dos equipamentos e dos acessórios para a prática de futebol. A bola oficial deve ter pressão entre 60,8 kilopascal a 111,5 kilopascal. O peso deve ficar entre 410 gramas e 450 gramas (no começo da partida)  e a circunferência deve estar entre 68 centímetros e 70 centímetros.

Entretanto, para receber o aval mais elevado da Fifa, o Selo de Qualidade FIFA APPROVED, a bola deve respeitar os seguintes parâmetros: Peso entre 420 g  e 445 g. Circunferência entre 68,5 cm a 69,5 cm. Pressão de teste de 80 kPa.

Além disso, a bola deve ser aprovada em rigorosos testes de redondeza, repique, absorção de água, perda de pressão, balanceamento e preservação do tamanho e do formato. Dê uma olhada nos requisitos técnicos e em como são feitos os testes. Entre no site da Fifa. 

A Brazuca passou em todos esses testes e recebeu o FIFA APPROVED. Agora, fazer gol só depende dos nossos jogadores.

Medidas do Campo de Futebol Internacional: Como se chegou a elas.

1 de agosto de 2013

futebol

Uma das nossas visitantes, a Regina Silva, fez uma pergunta simples, mas que mereceu este post especial. A Regina perguntava por que os campos para jogos internacionais precisam ser maiores que os outros.

Na verdade, as medidas do campo para jogos internacionais definidas pela FIFA não são maiores, porém são mais rígidas, e foram obtidas a partir dos valores médios das medidas aceitas para jogos regionais. Veja a tabela a seguir:

Dimensões oficiais do campo de futebol
Jardas (yards) Metros (arredondado) Metros
Comprimento mínimo

100

90

91,44

Comprimento máximo

130

120

118,87

Largura mínima

50

45

45,72

Largura máxima

100

90

91,44

Dimensões oficiais do campo de futebol para jogos internacionais
Jardas (yards) Metros (arredondado) Metros
Comprimento mínimo

110

100

100,58

Comprimento máximo

120

110

109,72

Largura mínima

70

64

64,00

Largura máxima

80

75

73,15

Observe que a FIFA define as dimensões do campo em jardas (yards), medida de comprimento inglesa, e depois as converte para metros e arredonda o resultado. Na última coluna acrescentei o resultado da conversão sem arredondamento para mostrar a diferença.

Acontece que o futebol foi criado na Inglaterra, onde a jarda é unidade tradicional de comprimento. Entretanto, como a FIFA é entidade internacional, precisava estabelecer as dimensões também em metros, unidade de comprimento adotada pela maioria dos outros países filiados. Ao fazer isso a FIFA precisou converter as dimensões de jardas para metros e, naturalmente, arredondou o resultado para facilitar as medições.

Mas, voltando à questão inicial, como será que a FIFA calculou as dimensões do campo para jogos internacionais partindo das dimensões aceitas para jogos regionais? Veja:

Primeiro, a FIFA calculou a média entre as dimensões máximas e mínimas adotadas para comprimento e largura, em jardas:

Comprimento:  (100 + 130) : 2 = 115 jardas

Largura: (50 + 100) : 2 = 75 jardas

Aí, para obter as novas dimensões máximas e mínimas foi só somar ou subtrair 5 jardas dos valores obtidos:

Comprimento mínimo: 115 – 5 = 110 jardas

Comprimento máximo:  115 + 5 = 120 jardas

Largura mínima:  75 – 5 = 70 jardas

Largura máxima: 75 + 5 = 80 jardas               

O resultado também foi convertido para metros e arredondado. Veja a tabela acima.

Com isso foram obtidas dimensões máximas e mínimas mais próximas umas das outras, de modo a preservar uma relação de proporcionalidade mais rígida. Simples, não é?

Metrologia e Academia: Graças aos gregos

14 de fevereiro de 2012

A palavra academia tem origem na Grécia antiga. O nome vem de Academo, herói grego cuja estátua ficava num bosque nos arredores de Atenas. Platão fundou sua famosa escola filosófica naquele local, e acabou ficando conhecida como Academia. Hoje, sempre que se quer criar uma instituição onde se pratique e se desenvolva algum tipo de conhecimento específico, cria-se uma academia. Assim é que existem as academias de belas artes, de letras, de medicina, até de futebol. Mas vamos falar, aqui, da nossa velha conhecida academia de ginástica, de musculação, de malhação ou similares.

Ginástica também vem do grego, gymnastica, e significa “exercitar-se nu”. É que os cidadãos gregos precisavam manter a forma, pois não havia exército profissional na época. E eles ficavam nus para fazer os exercícios. O nome do lugar onde se praticava a gymnastica era, naturalmente, o gymnasio, que deu origem ao nosso ginásio.

E a metrologia? Sim, a palavra metrologia também é grega, mas aqui nos interessa observar a metrologia na academia. Para isso basta entrar em uma academia de ginástica para ver os conjuntos de pesos com que os praticantes se exercitam. Naturalmente, os halteres não exigem grande qualidade metrológica, mas o seu peso precisa estar correto. Além disso, as academias de ginástica se valem de uma série de medições para avaliar o condicionamento físico e o desempenho dos seus frequentadores, começando por uma simples fita métrica, passando por balanças ergométricas e chegando às esteiras ergométricas que avaliam o desempenho cardiovascular. Por isso, antes de começar qualquer tipo de exercício físico numa academia, é fundamental que a avaliação seja feita por um profissional especializado sob supervisão médica. Ele conduzirá as medições e os ensaios que dirão se o candidato à malhação está apto a praticar atividades físicas, e quais modalidades são mais recomendadas para o seu biotipo e condicionamento.

Medidas do campo de futebol

26 de setembro de 2011

Assim como a bola usada nos torneios de futebol, tema de outro post nosso aqui no Blog do Ipem, a Fifa (Federação Internacional de Futebol Association) também define quais as dimensões que devem ter obrigatoriamente o campo de jogo. (more…)

Potência de chute se mede mas não se conquista

1 de julho de 2010

Vasto é o mundo da metrologia, e lá vai ela medir a potência dos chutes dos craques a fim de compreender e melhorar o rendimento dos jogadores no campo de futebol. Afinal, torcedor gosta de ver gols, mas, acima de tudo, gosta de ver jogo bonito e com golaços. Nessa matéria compilada da revista superinteressante podemos conferir como essas medições são feitas e as características de um jogador que consegue, através do chute, fazer uma bola de 450 gramas chegar a incríveis 120 km/h em décimos de segundos. (more…)

As bolas utilizadas nas 5 Copas em que o Brasil foi campeão

14 de junho de 2010

A primeira edição da  Copa do Mundo de Futebol da FIFA (abreviação de Federation International Football Association) ocorreu em 1930, após ser criada pelo então comandante da instituição, Jules Rimet. A primeira competição ocorreu no Uruguai, tendo a participação de 13 equipes convidadas. Nos anos de 1942 e 1946, a Copa não ocorreu devido à Segunda Guerra Mundial. (more…)

A bola da vez

10 de junho de 2010

Na semana da Copa do Mundo só se fala nela: a bola. Apelidada de “Jabulani”, que significa “celebrar” no idioma Zulu, a nova bola da Fifa elaborada especialmente para o torneio da África do Sul, vem causando polêmica. Uns dizem que ela é leve demais, outros que é rápida, “traiçoeira”, já chegaram a dizer que ela tem o formato “oval”, só falta chamarem a bola de “perfídia”, como na música. (more…)