Arquivo do Autor

Metrologia em Revista ano VI – nº 3 – 2022

12 de dezembro de 2022

Clique na imagem para acessar a revista

Publicamos, neste mês, a Metrologia em Revista de nº 3, ano VI.

No ano de 2022, por conta da pandemia, publicamos apenas duas revistas.Neste ano de 2023 a “Metrologia em Revista” passou a ser quadrimestral. Assim, além da revista cuja capa ilustra este post, foram produzidas outras duas, mas que só foram publicadas no site do Ipem-SP no mês de novembro, após terem sido suspensas as restrições de publicação impostas pela legislação eleitoral. Clique nas respectivas capas para acessá-las.

Clique para acessar
Clique para acessar

Publicidade

Boas festas e boas compras!

29 de novembro de 2022

Não há como evitar. Nesta época de festas de fim de ano o corre-corre aumenta e a gente se desdobra para dar conta de tudo. Sem querer aumentar ainda mais as suas preocupações, lembramos que na hora das compras é preciso ficar atento a muita coisa.

Brinquedos: Atenção à faixa etária recomendada e ao símbolo do Inmetro. Comprar brinquedo sem nota fiscal, sem conhecer a origem do produto e sem o símbolo do Inmetro coloca em risco a saúde e a segurança da criança que o recebe.

Roupas:  Fique de olho na etiqueta têxtil. Ela contém uma série de informações importantes sobre o tipo de composição do tecido (fibras têxteis), tamanho, dados do fabricante e cuidados para conservação e limpeza. A etiqueta têxtil é obrigatória nas peças de vestuário, roupas de cama, mesa e banho, cortinas, colchões, travesseiros, linhas etc. Assim como faz com os brinquedos e muitos outros produtos, o Ipem-SP fiscaliza regularmente os produtos têxteis.

Produtos para a ceia: Panetone, castanhas, nozes, pernil, peru e mais uma grande variedade de produtos são consumidos nesta época. Então, fique atento à pesagem dos produtos e confira se a balança tem o selo de verificação do Inmetro. Produtos pesados na sua presença devem ter a embalagem (bandeja, prato, caixa) descontados. Os produtos que já estão embalados devem trazer a indicação da quantidade na embalagem.

Eletrodomésticos:  Observe a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia – ENCE. Todos os eletrodomésticos trazem a etiqueta do Inmetro que informa sobre o consumo de energia. As lavadoras e fogões devem informar, além disso, o consumo de água e gás, respectivamente. O consumo de energia é indicado por uma escala colorida com letras de A a G, que apresentam os níveis de consumo do aparelho. Uma seta preta com a letra correspondente ao consumo daquele aparelho informa o seu nível de eficiência energética. Um produto classificado com letra A, por exemplo, é mais eficiente (gasta menos) do que um com a letra C.

E também você, que está do outro lado do balcão, fique atento a essas recomendações para não ter problemas com a fiscalização do Ipem-SP. Boas compras, bons negócios e boas festas!

19 de novembro, dia da Bandeira brasileira

17 de novembro de 2022

Este ano, por conta das eleições e da legislação eleitoral, não publicamos nada aqui no Almanaque desde o mês de julho. Com isso não pudemos, por exemplo, comemorar os duzentos anos da Independência do Brasil! Então, aproveitamos esta data de 19 de novembro, dia da Bandeira (que não é feriado!), para lembrar também o dia 7 de setembro, Independência do Brasil, e o dia 15 de novembro, Proclamação da República, datas cívicas da maior relevância para os brasileiros.

O Brasil adotou oficialmente a Bandeira Nacional da República em 19 de novembro de 1889, em substituição à bandeira do Império. Mas não vamos contar a história da sua criação, ainda que seja muito interessante. É que existem sites na Internet que fazem isso. Aqui no Almanaque vamos abordar o aspecto metrológico deste símbolo pátrio. Acompanhe:

O Decreto n° 4 de 19 de novembro1889 diz o seguinte:

Art. 1º A bandeira adoptada pela Republica mantem a tradição das antigas côres nacionaes – verde e amarella – do seguinte modo: um losango amarello em campo verde, tendo no meio a esphera celeste azul, atravessada por uma zona branca, em sentido obliquo e descendente da esquerda para a direita, com a legenda – Ordem e Progresso – e ponteada por vinte e uma estrellas, entre as quaes as da constellação do Cruzeiro, dispostas da sua situação astronomica, quanto á distancia e o tamanho relativos, representando os vinte Estados da Republica e o Municipio Neutro; tudo segundo o modelo debuxado no annexo n. 1.

Mantivemos a ortografia da época. O modelo “debuxado” já não se encontra mais no anexo citado, que foi substituído pelas Leis subsequentes. Hoje a Bandeira Nacional é regulamentada pela Lei nº 5700 de 01/09/1971, alterada pela Lei nº 8.421 de 1992. Resumidamente, a parte que trata das dimensões diz o seguinte:

Tipos: Quando feita em tecido para uso oficial, são sete tipos: O tipo 1 é feito com um pano de 45 centímetros de largura. O tipo 2, dois panos, e assim por diante até o tipo 7, com sete panos de largura. Pode-se fabricar bandeiras em outras medidas, respeitadas as devidas proporções. Para calcular as dimensões, a largura que se pretende deve ser dividida em 14 (quatorze) partes iguais. Cada uma das partes é uma medida ou módulo. Assim:

Clique na imagem para ampliar

O comprimento será de vinte módulos (20M).

A distância dos vértices do losango amarelo ao quadro externo será de um módulo e sete décimos (1,7M).

O círculo azul no meio do losango amarelo terá o raio de três módulos e meio (3,5M).

O centro dos arcos da faixa branca estará dois módulos (2M) à esquerda do ponto do encontro do prolongamento do diâmetro vertical do círculo com a base do quadro externo.

O raio do arco inferior da faixa branca será de oito módulos (8M); o raio do arco superior da faixa branca será de oito módulos e meio (8,5M).

A largura da faixa branca será de meio módulo (0,5M).

Com isso a Lei cria um sistema que garante a proporcionalidade das dimensões para qualquer tamanho de bandeira que se queira. Note-se que o formato adotado (7 x 10) parece não reproduzir nenhuma proporção particular. Se dividirmos 10 por 7 encontraremos o número 1,4285. Esse número não é a razão áurea (1,618) e nem é a proporção usada nos tamanhos de papel (√2=1,4142).

Um aspecto interessante é que nem o Decreto n° 4/1889, nem as Leis que regulamentam o assunto, especificam os tons das cores da bandeira. Então as cores verde, amarelo, azul e branco podem, em tese, ser de quaisquer tonalidades. Seria desejável que a legislação fosse atualizada e definisse as tonalidades consagradas pela tradição, utilizando, por exemplo, o sistema CMYK utilizado nas gráficas para impressão em cores, conforme segue. Fica a dica.

Verde: C 100 (ciano); M 0 (magenta); Y 100 (Yellow); K 50 (Black).

Amarelo: C 0 (ciano); M 0 (magenta); Y 100 (Yellow); K 0 (Black).

Azul: C 100 (ciano); M 100 (magenta); Y  0 (Yellow); K 0 (Black).

Hoje, alguém poderia usar as cores conforme a ilustração abaixo. Não seria ilegal, mas descaracterizaria a bandeira como nós aprendemos a reconhece-la.

A bandeira com essas cores não seria ilegal, mas fica bem estranho, não é mesmo?

Dia do Metrologista – 26 de junho

21 de junho de 2022

Dia 26 de junho é o dia do Metrologista, e os Metrologistas são os profissionais que trabalham com metrologia! Metrologia é uma ciência, a ciência das medições. Ciência é feita por cientistas, e os cientistas fazem medições. Então, será que todos os cientistas são metrologistas? Um dos mais renomados e importantes cientistas de todos os tempos, Lord Kelvin, escreveu:

(“In physical science a first essential step in the direction of learning any subject is to find principles of numerical reckoning and practicable methods for measuring some quality connected with it. I often say that when you can measure what you are speaking about and express it in numbers you know something about it; but when you cannot measure it, when you cannot express it in numbers, your knowledge is of a meagre and unsatisfactory kind: it may be the beginning of knowledge, but you have scarcely, in your thoughts, advanced to the stage of science, whatever the matter may be.”)

Veja a tradução abaixo:

“Na ciência física, um primeiro passo essencial no sentido de aprender qualquer assunto é encontrar princípios de contagem numérica e métodos aplicáveis para medir alguma qualidade ligada a esse assunto. Costumo dizer que quando você pode medir aquilo sobre o que está falando e expressá-lo em números, você sabe algo sobre ele; mas quando você não consegue medi-lo, quando você não pode expressá-lo em números, o seu conhecimento é de um tipo frágil e insatisfatório: ele pode ser o início do conhecimento, mas em seus pensamentos você pouco avançou para o estágio científico, seja qual for o tema.”

Na Cosmologia ou na Mecânica Quântica, no mundo infinitamente grande dos astros ou incrivelmente pequeno dos átomos, existe um metrologista traduzindo em números as grandezas físicas envolvidas nesses universos do conhecimento. E se nem todo metrologista é um cientista, todos os que fazem ciência precisam lidar com metrologia. A maioria dos metrologistas do Ipem-SP trabalha com metrologia legal, mas muitos trabalham com metrologia científica e industrial e com avaliação da conformidade. Todavia, não importa em que área atuemos, se nos laboratórios, na indústria, no comércio ou nos serviços. Importa que somos, todos, metrologistas. Bom trabalho, colegas, e parabéns pelo seu dia!

5 de junho: Dia Mundial do Meio Ambiente 2022

2 de junho de 2022

O Governo da Suécia será o anfitrião do Dia Mundial do Meio Ambiente 2022, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA). A data marcará também os 50 anos desde a primeira Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente Humano – a Conferência de Estocolmo de 1972, que levou à criação do PNUMA e designou o dia 5 de junho de cada ano como Dia Mundial do Meio Ambiente.

Com o mote “Uma Só Terra”, o evento destaca a necessidade de se viver de forma sustentável em harmonia com a natureza, promovendo transformações, a partir de políticas públicas e das nossas escolhas, rumo a estilos de vida menos poluentes e mais verdes. “Uma Só Terra” foi o lema da Conferência de Estocolmo de 1972, e 50 anos depois, se mantém verdadeiro – este planeta é nossa única casa e seus recursos finitos devem ser preservados pela humanidade.

Também em 2022, o Governo da Suécia sediará a Estocolmo+50, uma reunião internacional para comemorar o 50º aniversário da Conferência de Estocolmo de 1972 e acelerar os esforços para cumprir a Agenda de 2030 de modo a alcançar uma recuperação sustentável pós-COVID-19.

Acesse aqui o site do Dia Mundial do Meio ambiente 2022

1º de junho: Dia da Imprensa no Brasil

31 de maio de 2022

O Dia Nacional da Imprensa passou a ser comemorado oficialmente em primeiro de junho por força da Lei federal 9831/99 sancionada pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso.

Até 1999 o Dia Nacional da Imprensa era comemorado em 10 de setembro, quando começou a circular no país o primeiro jornal publicado por aqui, a Gazeta do Rio de Janeiro, em 1808. É curioso notar que a Gazeta começou a circular apenas sete meses após a chegada da Corte Portuguesa ao Brasil, comandada por D. João VI, então príncipe regente de Portugal. A Gazeta deixou de circular em dezembro de 1822.

Leia mais sobre o assunto no site da Biblioteca Nacional, aqui.

DIA MUNDIAL DA METROLOGIA

20 de maio de 2022

O tema deste ano “Metrologia na Era Digital” foi escolhido porque a tecnologia digital está revolucionando o planeta. Cada vez mais a metrologia, a ciência da medição, desempenha um papel central na descoberta e inovação científica, na indústria e no comércio internacional, na melhoria da qualidade de vida e na proteção do meio ambiente global.

O Dia Mundial da Metrologia é uma celebração anual da assinatura da Convenção do Metro em 20 de maio de 1875 por representantes de dezessete nações. A Convenção do Metro estabeleceu a estrutura para a colaboração global na ciência da medição e em suas aplicações industriais, comerciais e sociais. O objetivo original da Convenção do Metro – a uniformidade mundial de medição – permanece tão importante hoje quanto era em 1875.

Em todo o mundo, institutos nacionais de metrologia avançam continuamente na ciência da medição, desenvolvendo e validando novas técnicas em um nível de sofisticação compatível com as necessidades do mundo moderno. Os institutos nacionais de metrologia participam de comparações metrológicas coordenadas pelo Escritório Internacional de Pesos e Medidas (Bureau International des Poids et Mesures – BIPM) para garantir a confiabilidade dos resultados das medições em todo o mundo. A Organização Internacional de Metrologia Legal (OIML) desenvolve Recomendações Internacionais que visam alinhar e harmonizar requisitos técnicos em todo o mundo e em múltiplos campos. A OIML também opera o Sistema de Certificação OIML (OIML-CS), que facilita a aceitação internacional e o comércio global de instrumentos de medição regulamentados.

O projeto Dia Mundial da Metrologia é realizado conjuntamente pelo BIPM – Bureau Internacional de Pesos e Medidas e pela OIML – Organização Internacional de Metrologia Legal.

Dia das Mães

6 de maio de 2022

É impossível deixar de homenagear as mães no seu dia, que será no próximo domingo, 08 de maio! Queremos parabenizar todas as mães e dar algumas dicas na hora de comprar presentes para elas: Fique de olho nas etiquetas, mesmo comprando em lojas virtuais.

Resolveu dar roupa de presente? Fique de olho na etiqueta têxtil. Ela contém uma série de informações importantes sobre o tipo de composição do tecido, tamanho, dados do fabricante e cuidados para limpeza. A presença da etiqueta têxtil é obrigatória nas peças de vestuário, roupas de cama, mesa e banho, cortinas, colchões, travesseiros, linhas e mais um grande variedade de produtos! O Ipem-SP fiscaliza regularmente os produtos têxteis. Equipes especiais de fiscalização  visitam fabricantes e comerciantes e retiram de comercialização os produtos que estiverem irregulares ou que não apresentarem a etiqueta têxtil. Aliás, lembre-se de que a lã e a seda são fibras naturais. Não existem lãs e sedas sintéticas.

Resolveu dar um eletrodoméstico? Fique de olho na Etiqueta Nacional de Conservação de Energia – ENCE. Todos os eletrodomésticos devem apresentar a etiqueta do Inmetro que informa sobre o consumo de energia. As lavadoras e fogões devem apresentar, além disso, informações sobre o consumo de água e gás, respectivamente. O consumo de energia é indicado por uma escala colorida com letras de A a G, que apresentam os níveis de consumo do aparelho. Uma sete preta com a letra correspondente ao consumo daquele aparelho informa o seu nível de eficiência energética. Assim é fácil saber, por exemplo, que um produto classificado com letra A é mais eficiente (gasta menos) do que um com a letra C. O Ipem-SP fiscaliza a presença das etiquetas nesses produtos.

Ipem-SP faz 55 anos

20 de abril de 2022

O Ipem-SP comemora, em 24 de abril, cinquenta e cinco anos de existência!

Nesses 55 anos o Ipem-SP tem cumprido com esmero a sua missão principal, que é fiscalizar. Organismos fiscalizadores são fundamentais, pois sem eles a lei deixa de ser cumprida e o cidadão deixa de ter os seus direitos respeitados e as suas necessidades atendidas.

Desde a sua fundação o Ipem-SP vem fiscalizando o cumprimento da legislação brasileira voltada à metrologia legal e à conformidade obrigatória de produtos e serviços, e vem contando com o comprometimento e o profissionalismo de servidoras e servidores dedicados à justiça nas relações de consumo, à leal concorrência e à cidadania.

O Almanaque parabeniza a todos os servidores do Ipem-SP que, com a sua dedicação e espírito público, têm contribuído para que o Instituto permaneça atuante e possa comemorar, ainda, muitos anos de vida!

Metrologia em Revista ano V nº 2

16 de julho de 2021

Saiu mais uma Metrologia em Revista! Confira. Clique na imagem.